lixo-luxo-brasil
lixo-luxo-brasil

Ostentando O Luxo Do Lixo

Listen to this article

Sempre pagamos um valor muito alto, que é reflexo das sucessivas corrupções implícitas na sociedade brasileira e que perpetua sistematicamente desde sempre ostentando o luxo do lixo. E o mais triste é não existir uma luz no fim do túnel.

Além disso é péssimo ver o país ser “reconhecido” como “o melhor” ao oposto do que deveria, nadando contra a maré do aceitável e esperado.

No sentido oposto o país segue como o melhor em corrupção, “há se o dinheiro está sendo lavado no Brasil“, até em filmes estrangeiros os criminosos reconhecem que é garantido e será um sucesso. Que péssima reputação e imagem passamos, principalmente a quem ver de fora.

E tem muito mais, diante de um cenário caótico em que vivemos. Não basta assistir de camarote que 1 “uma” vida perdida por dia pela Covid-19, se transformaria em mais de 2000 vidas perdidas por dia. Porque progressivamente é pura matemática simples e previsível.

Mas o “óbvio” não é o suficiente aos que não são cegos mas não querem ver. E nem a os que não são surdos, mas não querem escutar.

Negar, Negar, Negar e Negar.

E é assim que se empurra com a barriga e mantendo os problemas políticos, capitalistas, que protagonizamos e vivenciamos dia após dia ostentando o luxo do lixo.

Apesar do transbordo das fakenews, e de todo desgaste exigido para separar o joio do trigo, diante de tanta desinformação que confunde provocando um caos.

Não bastando isso, e abstendo desse malicioso mau persistente da nossa rotina, escutamos e assistimos muitas coisas e o que realmente importa e nos chama a atenção acaba ficando em nosso subconsciente para reflexão.

E isso quando “as vezes” também concordamos parcialmente com algumas informações consideradas bizarras. A final como dizem: “até do limão se tira o açúcar”.

Porém se o conteúdo tem procedência duvidosa o melhor mesmo é parar por ali. E jamais compartilhar, assumindo assim a nossa responsabilidade como cidadão de não repassar fakenews.

E outro dia se inicia, e em um desses vídeos compartilhados nas redes sociais, tomou a atenção quando um renomado cientista alertando sobre o ritmo das mortes dessa pandemia que está levando o Brasil a mais um título de campeão só que novamente ao contrário do que deveria, que é o genocídio de milhares de brasileiros.

O Luxo Do Lixo, Um Grande Quebra-Cabeça

Para os destaques um ponto chama muito a atenção, dentro deste grande quebra cabeça capitalista.

Continuando, o cientista afirma que além do colapso de saúde, teremos o colapso ainda pior que é o funerário o que implica no futuro próximo o surgimento de novas infecções bacterianas secundárias começam a surgir e a contaminação do lençol freático e consequentemente todos os alimentos dali produzidos.

Isso soa como um “click de alerta” para sociedade, porque ao juntar as peças de tudo que já vem sendo alertado em tantos outros vídeos e notícias nos últimos dias.

Porque já faz algum tempo e para ser exato nos primeiros 4 meses da pandemia, chamava a atenção o grande movimento funerário país a fora. É realmente chato falar de caixão, morte.

Se tem um assunto que não temos maturidade para lidar, é com esse tema. E acabamos por deixar de lado, bloqueando, internalizando e ignoramos na verdade.

Porém “fica um alerta” porque não dá para colocar debaixo do tapete essa peça tão importante deste quebra-cabeça do luxo do lixo.

É Só A Ponta Do IceBerg

Porque veremos tão breve apenas para reflexão de como se ostenta o luxo do lixo, que temos um ciclo muito grande envolvendo a crise mundial de pandemia + crise sanitária + crise funerária e a grande indústria farmacêutica, que é reconhecido já a algum tempo como um dos setores que sempre prosperou, independente do cenário e pelo visto continuará a crescer mais e mais. Assim como a indústria funerária crescendo a passos largos ano após ano.

Vendo isso cabe uma pausa e para uma perguntas:

Qual é a responsabilidade exigida pela sociedade no que tange a causa e efeito dessas indústrias?

Hora, Hora, porque hein?

E vamos seguir com a reflexão:

  • Primeiro temos  os números de mortos que crescem diariamente.
  • Segundo, quase na totalidade não é realizada pela maioria da família a opção de “cremar” os corpos dos falecidos pela covid-19.

Muito por desconhecer ou até mesmo por questões culturais e de maturidade diante de algo tão difícil e diferente.

A opção por Cremar, muitos não sabem mas tem um custo muito menor que o enterro. E tecnicamente se pensarmos pelo ponto de vista da contaminação do lençol freático que foi alertado a cima pelo cientista.

Uma forma consciente e responsável de mitigar o risco de contaminação. Além disso para comparação, uma cremação custa em média 2.500,00 contra 10.000,00 de um enterro. Podendo variar de acordo com o formato escolhido pela família.

Outro ponto que é importante lembrar, que na pandemia estão proibidas as cerimônias conforme orientações técnicas.

Continuando a reflexão, e isso se o cientista estiver correto, como ele mesmo afirma que já ocorreu na índia em 1918 e hoje com a pandemia já temos o apelo aos indianos feita pelo cardeal Oswald para que seja cremado os corpos das vítimas de covid-19, evitando assim a contaminação pelo lençol freático.

E porque ainda não estamos pensando nisso?

Colocando em uma sequência e indo além do problema em si, ainda podemos ficar atentos e preocupados com mais detalhes que ostentam o luxo do lixo vejam:

Os corpos que foram optantes pelo enterro, que tem ainda os custos elevados pela aquisição do caixão seguindo entre outras escolhas extras é ainda a opção imediata da família, geralmente nem é questionado sobre a questão de crematório. Com o tempo já surgirão novas bactérias que irão contaminar o lençol freático e consequentemente os alimentos.

E não para por ai, é só a ponta o iceberg veja:

E um ponto preocupante é quando se refere a novas bactérias desconhecidas, algo que não sabemos mas que pode causar problemas ainda maiores por um longo período.

Agora “deixando a boiada de problemas passar” sem se preocupar com esses cuidados que foram mostrados antes e inclusive ignorando os exemplos de outros povos que já sofreram no passado e ainda pagam uma conta muito alta por isso.

Continuamos com a reflexão do que ostenta o luxo do lixo, onde ignorando tudo teremos alimentos produzidos e contaminados. E aqui já podemos tirar muitos pontos negativos, estes já também mencionados pelo cientista, um deles foi:

A não aceitação internacional de produtos brasileiros pelos países importadores. Gerando um verdadeiro efeito cascata de problemas.

Mas para não perder o foco principal da reflexão do luxo do lixo, o ponto que fica são os produtos contaminados que serão consumidos pela população, o que continuará gerando “demandas” só que desta vez, de pessoas doentes por diversos motivos.

E isso como “mágica” retroalimentando as necessidades de consumo de medicamentos em farmácias, além de lotar as clínicas e hospitais.

Infelizmente, Alguém Ganha Muito Com o Luxo do Lixo

Isso mesmo, uma reflexão complexa que não pode  ir para debaixo do tapete não é mesmo?. Uma vez que continuamos a alimentar essa grande roda da indústria farmacêutica e não só ela, veja:

A sociedade estará pagando uma conta muito alta e sempre indo atrás de novos medicamentos. Como já se sabe em toda esquina existe uma farmácia.

É de dar medo mesmo, hoje é comum ver farmácias lotadas assim como os hospitais, pronto-socorro e isso ainda antes mesmo de começar a pandemia.

Pessoas fazem compras de medicamentos e lotam sacolas assim como no supermercado. E o mais impressionante é que deixa um sentimento de que não tem saída.

A cada visita a uma farmácia, seja para coisas rápidas como um antigripal, soro fisiológico, higiene pessoal.

Podemos perceber o quanto se bifurca a falta de opção ao cidadão, a não ser consumir, consumir e consumir medicamentos dessa grande indústria manipuladora.

Em outras palavras: “quem detém o dinheiro e o poder manipula e tiram tudo que conseguem da população“.

Por outro lado, existem os que acreditam que tem outras alternativas, buscando em casa fazer o dever diário de manter-se com atividades e uma rotina segura e saudável, suprindo com uma alimentação equilibrada e buscando formas de suportar essa tempestade.

Pense Nisso E Se Cuide!

Mas destas reflexões, o ponto principal é o entendimento de conscientização de que toda a bagunça cíclica, sistêmica, que alimenta o Luxo do Lixo,  título deste artigo. É que “não” somos vítimas como muitos acham e se posicionam!

E muito pelo contrário, somos os “maiores culpados” diretos e indiretos protagonistas por ajudar a construir essa sociedade, fruto de cada ação que tomamos dia a dia, esquecendo sempre que estamos retroalimentando e ostentando o Luxo do Lixo!

Veja também: 15 Alimentos Combatem Imunidade Baixa No Dia A Dia


podutividade-no-dia-a-dia
Ouça este artigo |  

Baixe Nosso E-book Com Dicas De Produtividade No Dia-A-Dia!


Confirme o recebimento do e-book e ótima leitura!


 

Viva Seu Máximo


 

Leia também

Mais Recentes

Redes sociais

Não seja tímido, entre em contato. Adoramos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos.

Wildcard SSL Certificates