higiene
higiene

03 Dicas Sobre Higiene Na Pandemia: O Que Muda?

Ouça este artigo |  
Listen to this article

A concepção de limpeza é algo bastante antigo, visto que desde os tempos mais remotos, a preocupação com a higiene dos ambientes, da água e das pessoas, sempre foi algo a ser levado em consideração.

E, apesar de não existir nenhum questionamento sobre a importância dos hábitos de higiene como instrumento essencial para a manutenção da saúde do indivíduo e de toda comunidade, a pandemia do Covid-19 trouxe consigo uma reflexão importante acerca da necessidade de ampliar os cuidados sobre a higiene pessoal e ainda dos ambientes. 

O corona vírus se tornou uma real ameaça e, por ser invisível, alguns hábitos considerados extremos por alguns, começaram a ser utilizados em alguns casos e, noutros, apenas retomados. 

01 – Higiene Vs Os Calçados:

A tradição oriental indica que os calçados utilizados na rua, devem ser deixados do lado de fora (na porta). Desde a disseminação do Covid-19, muitas pessoas passaram a deixar seus calçados na porta de casa.

A prática de deixar os sapatos na porta da casa objetiva a não proliferação de sujeiras no interior da residência e isso pode ser comprovado a partir de estudos realizados por Chakraborty et al (2021), onde indicam que, após duas semanas do uso de calçados novos, a identificação de 440 mil unidades de bactérias que podem causar algum tipo de doença, inclusive a pneumonia e meningite.

E, muito embora, a possibilidade de o covid-19 entrar nas residências através dos calçados sujos ser pequena, já que a transmissão se dar pelas vias aéreas, nenhum ato pode ser minimizado.  

Em se tratando de acessórios, roupas e aparelhos eletrônicos, o cuidado não pode ser dispensando, por isso, convém destacar a importância de se evitar usar acessórios (brincos, anéis, pulseiras e relógios) fora de casa, ao utilizar bolsa (no caso das mulheres) ter cuidado de higienizar ao voltar para casa, podendo inclusive lavar.

 Portanto, sugere-se que a bolsa seja pequena (quanto menor, melhor) e se for de tecido sintético ou de algodão, facilitará a limpeza, pois poderá ser lavada na máquina.

Nos casos dos eletrônicos, como forma de evitar danos ao aparelho, sugere-se adquirir uma esposa revestida de tecido, borrifar com álcool e aplicar no eletrônico. No mercado, já é possível encontrar vários produtos que são capazes de oferecer a devida limpeza do equipamento dando segurança para o proprietário. 

Por fim, ao chegar em casa, sugere-se que a roupa seja retirada e colocada para lavar, visto que se pretende evitar o contato das roupas limpas com as roupas que foram usadas do lado externo da casa.

Indica-se também, que ao chegar em casa, a pessoa se dirija ao banheiro, com a maior brevidade, com o intuito de tomar banho e fazer sua desinfecção. 

02 – Higiene das mãos:

Se já era importante que as mãos fossem higienizadas com frequência, o Covid-19 veio elevar o alerta no grau máximo de que higienizar as mãos é ato imprescindível neste processo, visto que, muitas vezes, acabamos por levar as mãos ao alcance dos olhos, da boca e nariz.

Quando isso acontece, se a mão estiver contaminada, o vírus será levado para o interior do organismo e, assim, o dano poderá ser irreversível. Portanto, se acordo com a Organização Mundial de Saúde, para evitar contaminação a partir das mãos, torna-se essencial alguns cuidados básicos, vejamos:

  • Quando estiver em local público, evitar tocar em itens ou superfícies (mesas, corrimões, maçanetas, telas eletrônicas, bombas de gasolina etc).
  • As mãos precisam ser higienizadas com frequência e, os mesmos hábitos aplicados antes da disseminação do Covid-19, têm validade. Portanto, lavas as mãos com frequências, antes e depois de utilizar o banheiro, antes de comer e, por fim, antes, durante e depois de preparar os alimentos.
  • Se, por acaso, as mãos forem utilizadas para aparar espirros ou tosse é importante que a higienização seja automática. Tão essencial quanto os demais cuidados com as mãos, as pessoas que cuidam ou têm contato com pessoas que possuem sintomas respiratórios, devem ter bastante cuidado com a higienização das mãos e, sendo assim, se importante o uso frequente do álcool 70º.

Com o objetivo de fazer uma higiene de qualidade, é importante retirar todos os acessórios (relógios, pulseiras, anéis etc) para que, em seguida, a água corrente seja aplicada, uniformemente em toda a mão.

Em seguida, com a mãos molhadas, o sabão deve se aplicado para que seja possível esfregar as mãos por completo (palma, dorso, entre os dedos, unhas e punhos). A etapa de esfregar as mãos deve durar cerca de, pelo menos, vinte minutos. 

Após toda a mão estar devidamente ensaboada e esfregada, aplica-se novamente água corrente limpa em todo o membro, para que o sabão seja retirado por completo.

A secagem da mão é uma das mais delicadas e, portanto, prioriza-se, caso esteja fora de casa, que as mãos sejam secas com toalhas de papel ou, em sua falta, deixando que o ar as seque. Em casa, o uso da toalha pode ser realizado sem grandes problemas, mas destaca-se que a troca da toalha de mãos deve ser feita com bastante frequência, ao menos, uma vez ao dia. 

03 – Higiene das compras:

Mesmo que a carga viral encontradas nas embalagens das compras dos produtos adquiridos nos mercados e lojas, não se pode deixar de considerar que o hábito é interessante, pois poderá afastar não apenas o Covid, mas qualquer outro elemento capaz de contaminar pessoas e ambientes.

Por isso, higienizar os alimentos, é ponto importante para cuidar da nossa saúde. 

Vejamos o caso das latinhas de refrigerantes, por ser bastante comum consumi-las diretamente na boca, em caso de não ser higienizada, pode trazer problemas para a saúde.

De acordo com Dias et al (2020), a mesma questão se aplica às frutas e verduras que, quando não devidamente higienizadas, pode ser instrumento de contaminação.

A sugestão para fazer a higienização é através do uso de um produto chamado hipoclorito de sódio, também conhecido como água sanitária, onde a medida ideal é diluir duas colheres de sopa de água sanitária para cada litro de água.

A limpeza, mesmo que demorada, visto possuir três etapas, deve ser realizada com bastante cuidado.

A primeira etapa é a lavagem que vem a ser o momento em que é produto é lavado em água corrente com o uso do sabão e do detergente, no caso de ser folhagens (alface, couve etc…) a lavagem deve ser individual.

Após a lavagem, o alimento deve ser colocado de molho em solução de água com hipoclorito de sódio e, como não se pode consumir o produto com a água sanitária, o enxague é o próximo passo do processo.

Veja também: 04 Dicas Para Quem Faz Home Office Na Pandemia

RECAPITULANDO: 03 Dicas Sobre Higiene Na Pandemia: O Que Muda?


podutividade-no-dia-a-dia

Baixe Nosso E-book Com Dicas De Produtividade No Dia-A-Dia!


Confirme o recebimento do e-book e ótima leitura!


 

Viva Seu Máximo


 

Leia também

Mais Recentes

Redes sociais

Não seja tímido, entre em contato. Adoramos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos.

Wildcard SSL Certificates